Taylor Swift diz que votará contra Trump em eleição e o acusa de ‘alimentar o fogo do racismo’

Presidente americano ameaçou usar força letal contra saqueadores em Minneapolis. Cidade tem sido palco de protestos desde morte de George Floyd após ser asfixiado por policial.

Taylor Swift criticou comentários feitos pelo presidente americano Donald Trump nesta sexta-feira (29) em relação aos protestos em Minneapolis.

A revolta na cidade, marcada por manifestações e confrontos com a polícia, acontece desde segunda-feira (25), quando George Floyd, um homem negro, morreu após ser asfixiado por um policial quando já estava rendido e algemado.

“Depois de alimentar o fogo da supremacia branca e do racismo durante toda a sua presidência, você tem a coragem de simular superioridade moral antes de ameaçar violência?”, escreveu a cantora em seu perfil no Twitter.

“‘Quando os saques começam, os tiros começam’? Nós vamos tirar você com o voto em novembro”, afirmou, em relação à frase usada mais cedo por Trump.

A rede social chegou a marcar o tuíte do presidente como “glorificação da violência”, mas não o apagou por considerá-lo de “interesse público”.

“Esses bandidos estão desonrando a memória de George Floyd, e eu não deixarei isso acontecer. Acabei de falar com o governador Tim Walz e lhe disse que o Exército está com ele. Qualquer dificuldade e nós assumiremos o controle, mas, quando o saque começar, o tiroteio começará. Obrigado!”, afirmou Trump.

Relacionados

One Thought to “Taylor Swift diz que votará contra Trump em eleição e o acusa de ‘alimentar o fogo do racismo’”

  1. Hi, this is a comment.
    To get started with moderating, editing, and deleting comments, please visit the Comments screen in the dashboard.
    Commenter avatars come from Gravatar.

Leave a Comment